Tô de cara com você

Como disse Regina Duarte certa vez numa campanha eleitoral, eu estou com medo. De uns tempos pra cá, o gosto musical do meu irmão vem decrescendo a olhos vistos, e não há Cristo que me faça o guri escutar uma vaneirinha, ou um chamamé abagualado que seja. Alguns defenderão a livre escolha, ao que devo realmente aceitar, pois gosto não se discute.
Me intriga, no entanto, a maneira como as crianças estão pouco seletivas. Ou suscetíveis à tsunami comercial que a televisão impõe, repetindo as mesmas músicas o tempo todo e, com isso, viciando os pobres ouvidos infantes, entre eles o do meu maninho caçula.
O apocalipse veio na última semana. Copiei o CD de um amigo para o computador com músicas novas. Havia entre elas algumas que me desagradam, mas esqueci de apagá-las e as malditas enraizaram por ali. Eis que meu irmão, ladino feito um Dutra e matreiro feito um Reis, porém nada gaudério, passou a vasculhar as músicas enquanto jogava Colheita Feliz (outro vício que vem tirando o guri do bom caminho) e, maldito seja eu, que não apago os lixos, encontrou o que não devia.
Fosse pornografia, eu nem diria nada. Com onze anos bem que eu já conhecia os entrementes do corpo feminino, ao menos por foto. Mas, não, ele fez pior: achou as músicas do Luan Santana. O sacripanta do guri encontrou a porcaria da música do meteoro da paixão. E viciou. Nossa casa está impregnada de meteoro da paixão. Meu quarto virou uma explosão de sentimentos, e eu nem pude acreditar.
Permitam que eu explique minha aversão a este rapaz que busca seu lugar ao sol no mercado fonográfico. Quando fui à praia, em Santa Catarina, para passar o reveillón, enfrentei alguns maus bocados. Foram situações adversas que, sinceramente, eu prefiro esquecer. Em meio a isso, enquanto tomava bordoadas nos queixos, a trilha sonora de noventa por cento dos rádios daquele lugar tocava o quê? Luan Santana. O vizinho do acampamento brindava-nos com uma maratona diária desse cara, creio que tenha ganho o CD de presente de Natal, porque não é possível uma criatura escutar todos os dias as mesmas músicas e, o que é pior, submeter os demais cidadãos a essa pérfida tortura.
Moral da história: eu odeio Luan Santana. Suas músicas representam dias nefastos da minha vida, seus meteoros da paixão fulminaram minha felicidade durante meses e, por isso, eu quero que ele queime no fogo do inferno. Porém, como Murphy está aí para nos mostrar que a vida é repleta de surpresas desagradáveis, o danado estourou nas paradas de sucesso e vem jorrando suas defenestráveis músicas como as cataratas do Iguaçu, pelo menos aqui na região Sul.
Não contente com isso, agora também meu irmão viciou em meteoros da paixão. E o que é pior: a overdose da praia fez com que, Deus me perdoe, eu acabasse decorando as letras. É demais para o coração de um pobre homem que só quer ser feliz e mais nada. Ou seja, agora eu chego em casa cansado do trabalho, após um dia intenso de labuta, querendo apenas comer um pastel de carne e regozijar do bom descanso no recôndito do meu lar, e como sou recebido? Com meu irmão entoando em som álacre:

"Te dei o sol, te dei o mar, pra ganhar seu coração,
Você é raio de saudade, meteoro da paixão!
Explosão de sentimentos que nem pude acreditar,
Ah-ah, como é bom poder te amaaaaaar!"

Eu não mereço isso, ó Deus. Logo eu, que fui criado à base de Tião Carreiro e Pardinho, Cascatinha e Inhana, Pedro Bento e Zé da Estrada, Irmãs Galvão e Milionário e José Rico. Eu, que curto um sertanejo universitário, gosto de Menotti e Fabiano, Jorge e Mateus, mas que tenho direito de ter meus traumas existenciais. Eu, que pego CDs emprestados com meus amigos e, imbecil, não apago meteoros da paixão. É, quer saber? Bem feito pra mim.


PS: Se você não entendeu o que tem a ver o título com o texto, alegre-se, ó cheio de graça, você é uma pessoa de sorte que ainda não foi atingida pelo rapaz dos meteoros da paixão. Fuja para as montanhas enquanto é tempo! Caso contrário, meus sinceros pêsames.

10 comentários:

  1. Confeço que li rápida, mal e porcamente o teu texto, mas o teu PS no final me fez rir. HAHA
    Eu cliquei no título do texto, para ver do que se tratava, cantando "Tô de cara com você, tô de cara com você, me apaixonei e você não quer mais viver".

    É. Isso não é só confete, me abraça e me enlouquece. Meu vício sem fim

    ResponderExcluir
  2. Agora que li decentemente entendi toda a tua raiva com o Luan Santana. Eu até gosto do rapaz, acho as músicas dele legais, mas tá na hora dele lançar um repertório novo. Quanto ao teu martírio, Ton, só lamento. Depois que se começa a ouvir Luan Santana, leva-se meses para esquecê-lo. Eu sei, vivenciei isso com o meu irmão que até hoje baba no som do cara.

    No mais, me divertiu essa história. Eu literalmente chorei de rir.

    ResponderExcluir
  3. Nossa.. o texto mais divertido que li hoje.. e olha que estou numa maratona de visitar blogs.. adorei mesmo.. tenho ódio do Luan Santana.. Não curto o mesmo som que você, mas amo sertanejo universitario e rock (paradoxo né?).. rsrs.. Mas então.. adorei o post.. ri muito..

    ResponderExcluir
  4. Uma apresentação que o coral fez esse ano era no início de um festival de talentos de uma escola, e uma dupla dançou ou cantou essa música, mas na hora eu gostei.

    Agora, escutar o teeeempo todo essa música... é de querer morrer mesmo, hushuasahusauhssahusa.

    "e, por isso, eu quero que ele queime no fogo do inferno", eu imaginei tu falando isso bem calmo, quase engasguei com o almoço aqui (xis requentado), ri demais!

    É isso aí, vamos nessa!

    Abraço!

    ResponderExcluir
  5. E tem coisa pior que música ruim tirititando na cabeça da gente?
    E pior que elas grudam feito chiclete!
    P.S. Eu tbm cresci ouvindo esses sertanejões de raíz hahahhaah

    ResponderExcluir
  6. It isn't hard at all to start making money online in the hush-hush world of [URL=http://www.www.blackhatmoneymaker.com]blackhat script[/URL], It's not a big surprise if you haven’t heard of it before. Blackhat marketing uses little-known or little-understood avenues to build an income online.

    ResponderExcluir
  7. Hahaha! Por deus vc descreveu a música que seu irmão ouve com tanto desgosto que estava achando que era um Nx Zero da vida! Se acalma! Pelo menos seu irmão não escuta aquela bandinhas emo da vida ;)

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Luan Santana...arrghh
    Além de escutarem há pessoas que querem também perverter outras infringindo esse tipo de coisa aos tímpanos alheios...Minha irmã ouve um tal de deja vú( ou coisa parecida!),então ,pêsames pra nós dois!!!ahauushhahuhsuhaaaa
    Adorei o post, e o blog

    E realmente não consegui entender o título...;-

    ResponderExcluir
  10. Pensa pelo lado positivo! Podia ser pior...
    Já imaginou se fosse 'o reboleichom'?????

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir

<< >>