Nosso mundo

"Se eu ainda soubesse como mudar o mundo, se eu ainda pudesse saber um pouco de tudo, eu voltaria atrás do tempo. Eu não te deixaria presa no passado e arrumaria um jeito pra você estar ao meu lado de novo. Eu voltaria no tempo. Pra voltar pra ontem, sem temer o futuro e olhar pra hoje cheio de orgulho. Eu voltaria atrás do tempo. Os nossos erros seriam apagados, nossos primeiros desejos ressuscitados. E de novo eu voltaria no tempo. Eu não te deixaria desistir tão fácil e não te negaria nenhum abraço. De novo eu voltaria no tempo."

(Barão Vermelho)


Essa postagem coletiva me prega peças, sabe? Tchê, essa música é simplesmente o retrato perfeito do que eu sinto, do momento pelo qual estou passando... Quando bati o olho em cada verso dessa música, já sabia cada palavra que aqui escreveria, cada pedaço de sentimento que aplicaria nesse texto.
Afinal de contas, que homem não se arrependeria de perder a mulher da sua vida para os seus próprios erros? Quem não voltaria no tempo, se lhe fosse oferecida essa oportunidade, para agir de outra maneira e salvar o seu amor? E mais, quem gosta de olhar para trás e confrontar os próprios equívocos? Ninguém, certamente.
Nos últimos tempos, descobri que arrependimento mata, sim. Mata aos poucos, lentamente, a cada vez que expõe a consequência dos atos impulsivos cometidos sem reflexão prévia. E eu, que tantas vezes abafei minhas falhas, já não preciso esconder que fui infeliz não numa, mas em diversas oportunidades, quando deixei de te dar o afeto merecido.
Me arrependo solenemente das vezes em que não fui carinhoso e exitei em te cobrir de beijos. Da imaturidade que me cegou tantas vezes e impediu que eu contemplasse teu sorriso tão lindo, doce e de um brilho sem igual. Do quanto fui irresponsável em não multiplicar nossos momentos intensos de felicidade plena, quando arfávamos de tanto rir um do outro e traçávamos planos bobinhos, escolhíamos os nomes dos nossos filhos e debatíamos os padrinhos de casamento.
E todas as vezes que penso nisso tudo - quase que o tempo todo - sinto falta dos teus beijos amáveis, cheios de entrega, de amor puro e verdadeiro, inigualavelmente o melhor que já recebi. Teu toque macio, que insistia em bagunçar meu cabelo... Queria voltar também no tempo e permitir que tu me transformasse no pior espantalho, mas jamais impedir que me esculhambasse as melenas. Que espremesse minhas costas à vontade, pouco importa! Apenas te queria por perto outra vez, pra que teu perfume inebriasse minha alma e inundasse meu coração de amor, amor e amor.
Basta fechar os olhos para querer voltar no tempo mil vezes, incontáveis momentos que deveriam ser corrigidos, aprimorados e bem cuidados. Como se diz por aqui, fui muito "guri", sem noção do revés que minhas atitudes inóspitas causariam agora.
Porém, se a vida me deu lucidez para enxergar tudo isso e o arrependimento ainda não me sepultou por completo, isso significa que o que não mata faz forte. Mais ainda, representa a reinvenção de uma personalidade disforme, o aperfeiçoamento da pessoa boa que sempre fui, revendo atitudes, conceitos, idéias e sentimentos. Hoje, te amo com maturidade, com consciência plena dos erros e acertos, sou, enfim, homem pronto e disposto a encarar tudo de frente, inclusive tornando pública essa história a quem quiser conhecê-la.
Fazendo isso, volto no tempo. Sim, porque crio uma nova chance de agir da maneira correta contigo e te amar como tu merece. Te enxergo como a mulher ideal, aquela que não me soa menos que perfeita, minha cara metade, a dona do meu coração e de todos os meus melhores sentimentos. Posso estar distante do teu abraço, da tua entrega e do teu afeto, mas advirto que estou mais perto do nosso amor do que nunca. Algo do que não me arrependerei, tenho certeza disso. "Sem temer o futuro e olhar pra hoje cheio de orgulho".



6 comentários:

  1. Oi, tudo bom?
    Vim aqui pra te convidar para participar do Concurso de Postagens que eu estou fazendo no meu Blog.
    É só enviar um textinho escrito por você, depois eu vou escolher os 5 melhores e publicar no Blog.
    Por favor participe. Adoro seus textos.
    Beijos!
    http://corujasantenadas.blogspot.com/p/concurso-de-postagens.html

    ResponderExcluir
  2. antônio... voltei a postar.

    bjo - saudades

    ResponderExcluir
  3. eu achei lindo, só posso dizer que quis tanto um dia ler o que vc escreveu das maos de alguem.

    ResponderExcluir
  4. Aiii quase morri lendo esse post.
    Coração vai continuar apertadinho aqui. Pelo que escrevestes, pelo sentimento e por uma certa identificação pessoal


    *suspira

    ResponderExcluir
  5. Eu sabia que essa música te traria a necessidade de se esvair. Faz bem, por tudo de sentimento para fora.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  6. Please see! Money as debt

    http://www.youtube.com/watch?v=vVkFb26u9g8

    ZEITGEIST: ADDENDUM

    http://www.zeitgeistmovie.com/

    project camelot magnetic motor

    http://www.youtube.com/watch?v=hkgyY47duCM

    Importante please pass forward

    ResponderExcluir

<< >>